quixote

– Por falar nisso, Sancho, quero que a aprecies [a comédia], tendo-a em alto conceito, como também aqueles que as representam e que as escrevem, pois todos são instrumentos de um grande bem para a república: a cada passo nos põem um espelho pela frente, onde se veem vividamente as ações humanas. Nada nem ninguém representa de modo mais eficaz o que somos e o que haveremos de ser do que a comédia e os comediantes, ou então me diz: não viste representar alguma comédia em que se introduzem reis, imperadores e pontífices, cavaleiros, damas e vários outros personagens? Um faz o rufião, outro o embusteiro, este o mercador, aquele o soldado, outro o bobo sábio, outro o simplório apaixonado, mas, acabada a comédia, despindo os trajes dela, todos os atores ficam iguais.
– Já vi, sim – respondeu Sancho.
– O mesmo que acontece na comédia – disse dom Quixote – acontece no mundo, onde uns representam os imperadores, outros os pontífices, enfim, todas as figuras que se podem introduzir numa peça. Mas, chegando ao fim, que é quando acaba a vida, a todos a morte tira os trajes que os diferenciavam, e ficam iguais na sepultura.

 

Trecho de Dom Quixote, na tradução do Ernani Ssó, que saiu há pouco pela Penguin Companhia. Escrevi uma mini-resenha do livro para a Vida Simples de fevereiro de 2013.

agora que você já conhece as frases…

…leia a biografia! =P

Boa notícia para as pessoas que me perguntaram do meu livro Caio Fernando Abreu – Inventário de um Escritor Irremediável: consegui mais alguns exemplares! Estão à venda por R$ 20 + frete (dependendo do caso, o frete não tem custo; posso até te entregar pessoalmente se for em SP, por exemplo). É um pouco mais barato que na livraria e você ainda ajuda essa autora aqui a juntar uns mangos extras. E olha, eu tou precisando de uns mangos extras. É aquela coisa: não tá nem fácil nem para o papa, que dirá pra escritores, jornalistas, poetas…

Aqui um texto simpático da Ana Rüsche em que ela fala sobre o livro.

E é isso, povos e povas. Para pedir o livro, é só escrever para jeanne callegari arroba gmail ponto com. =)

caiof